Toronto quer aumentar sua mata urbana usando os quintais dos outros

A grama do vizinho sempre pode ser mais verde. Pelo menos, é isto que Toronto pretende fazer em sua Estratégia de Plantio de Árvores: usar espaços privados para aumentar as áreas verdes da cidade. O objetivo é ter 40% da cidade coberta por matas urbanas. Todo mundo vai ter uma arvorezinha pra chamar de sua.

Com o apoio da LEAF (Local Enhancement and Appreciation of Forest), que já vem atuando na região de Toronto há mais de 20 anos, tanto no plantio, quanto na conservação e na educação para ações do tipo, o município de Toronto deseja aumentar seu alcance de área verde de 27% para algo em torno de 40% – nem que para isto seja necessário usar espaços privados – ou seja, quintais alheios.

Toronto já se destaca pela grande quantidade de árvores espalhadas pela cidade – principalmente em espaços públicos, como parques, avenidas etc. Contudo, as vantagens de uma parceria com a população nesta empreitada serão muitas: obviamente haverá mais espaços para plantio; menos problemas com relação ao trânsito de pessoas; e ínfimas chances de vandalismo.

Entretanto, ainda que o cidadão seja bonzinho e compre a ideia de ter uma arvorezinha no seu quintal, isto terá um custo. Porém, estas boas almas pagarão metade do valor do serviço, cerca de $75. Com isso, terão uma consultoria especializada com um arborista de plantão, poderão escolher o tipo de árvore que desejam, qual o tamanho, a entrega e o plantio. Barba, cabelo e bigode.

O mais legal disto tudo, é esta visão a longo prazo, desvinculada de governos X ou Y, priorizando a todos e o futuro. Sem contar o fato de que essa relação “parques e árvores” é pauta de saúde pública e não somente uma agenda ambiental. Na verdade, plantar uma árvore é diminuir gastos públicos, em vários sentidos.

 

Post originalmente publicado em North News.