Médicos canadenses protestam contra aumento de salário e desejam que enfermeiros sejam beneficiados

Isso mesmo que você leu: “médicos canadenses protestam CONTRA AUMENTO de salários”! Não bastando isto, eles ainda querem que aumento vá para os enfermeiros e outros membros da equipe. Tamanha “audácia” aconteceu em Quebéc com uns médicos e residentes revoltadinhos de lá. Incrível. Meu amigo, minha amiga, esse mundo existe, esse mundo é possível, esse mundo é real. Isso é Canadá.

A revolta dos médicos quebequenses, cerca de 700, aconteceu nesta semana, após serem informados pelo Sindicato dos Médicos da Província, sobre um aumento em seus salários. Como assim? Sem demora iniciaram uma petição on-line pedindo o cancelamento do incremento. O grupo denominado MQRP (Médecins Québécois Pour le Regime) declarou: “Nós, médicos de Quebéc, queremos e acreditamos num Sistema Público de Saúde forte, por isso somos contrários a esse aumento”.

Para eles, não faz sentido ter um aumento deste tipo quando outros membros da equipe trabalham muito mais e tem uma diferença salarial tão grande. Leia “tão grande” como “não tão grande assim” – a pirâmide salarial é muito mais achatada no Canadá. Mas, enfim. Além disso, na visão dos residentes, estudantes e dos médicos, esses valores devem ser direcionados para melhoria do Sistema de Saúde como um todo. Sem contar que na cabeça deles o que eles ganham já é mais do que suficiente. Aumento pra quê?

É… ás vezes, acho que Darwin tinha mesmo razão: temos muito que evoluir ainda.

Vale lembrar que essa matéria saiu no Washington Post de ontem (07/03/2018), justamente lá.

 

Post originalmente publicado na minha coluna no Jornal North News.