Guia de primeiros passos para quem acaba de chegar em Toronto

Guia de primeiros passos pra quem acaba de chegar em Toronto

Pra comemorar os 184 anos de Toronto, que ficou mais velhinha ontem, resgatei este post super bacana e útil pra você que tá chegando ou nem tem noção por onde começar esse namoro com esta cidade tão linda. Afinal de contas, não é todo mundo nessa idade que tem tanto vigor, disposição, novidades e energia como Toronto. Então, divirta-se e sinta-se em casa. 

1 – Pronunciar Toronto como se você vivesse há séculos aqui. Diga “Tronno” (tur-on-oh), meio rápido, com a maior naturalidade possível, como se tudo fosse uma sílaba só e pronto. Não saber o nome do aniversariante é muito chato.

2 – Vai andar de transporte público? Baixe imediatamente o app RocketMan Transit App. Ele vai te dar todos os horários (quase) britânicos dos ônibus dos arredores e mapas, além de te economizar um bom tempo.

3 – Faça sua carteirinha do Toronto Public Library, pois além de pegar alguns livros pra treinar seu inglês, você também pode baixar e-books, álbuns digitais, filmes, fazer aulas de yoga e ainda pode concorrer a ingressos de boas atrações da cidade.

4 – Você chegou, trouxe as malas mas não trouxe as cuias. Então, para comprar aquela tranqueira mais inimaginável que só você precisa, vá a um Dollarama (ou Dollar Store, como alguns dizem por aqui).

5 – Aqui todos sabem onde fica o norte, o sul, o leste e o oeste como se fosse a coisa mais normal da face da terra, onde quer que você esteja. Então, saiba que à esquerda da CN Tower fica o leste, à direita o oeste; olhando pro mapa do TTC, pra cima é o norte e pra baixo é o sul. Fácil, né? Não.

6 – Caso você esteja num streetcar e o assento vermelho estiver com suas bordas meio escuras, cuidado! Perigo! Danger! Ele pode estar molhado, ou pior: mijado.

7 – Aqui nem tudo que é lixo é lixo. Tem muito lixo bom por aí. Uma TV, uma cadeira estilosa, um armário bonitão e muito mais. Geralmente esses lixos prediletos aparecem no final do mês pelas calçadas dos bairros.

8 – Siga os sites: DanceBreakNights Out HipTix e ganhe vários descontos bacanas para peças de teatro, óperas, ballets.

9 – Spadina Road não é a mesma coisa que Spadina Avenue. Road é road, avenue é avenue.

10 – Há várias aulas de yoga gratuitas espalhadas pela cidade, geralmente próximas das bibliotecas públicas ou das Lululemons – encontre sua turma no site Share The Love Yoga. Estique-se.

11 – Você pode pegar ônibus de graça para alguns lugares interessantes, tais como: Vaughan Mills, para Toronto Outlets, IKEAs e Brick Woods. Apesar de já ter linhas de metrô para alguns desses lugares.

12 – Evite fazer troca de linha de metrô na Spadina, prefira a St. George. Na Spadina você precisa caminhar muito para fazer a troca. A não ser que você queira fazer exercícios.

13 – Sempre que estiver passeando pela Yonge com Dundas, fique esperto: pode ter alguma coisa de graça pelos arredores, tanto apresentações e eventos quanto distribuição de produtos para divulgação e amostras grátis. Sabe a “injeção na testa”, então….

14 – As lixeiras públicas espalhadas pelas calçadas tem pedais embaixo para facilitar sua abertura, use-as e evite meter as mãos naquelas tampas meladas.

15 – Os números das casas de Toronto mereceriam um guia a parte, você entenderá por quê. Por enquanto, saiba que números pares geralmente estão ao norte ou oeste e os ímpares ao sul e leste. Fácil, né? Não.

16 – Certos eventos como o TIFFNXNENuit BlanchPride e Fashion Week garantem uma saideira mais pro fim da noite. Bares da região podem vender bebidas alcoólicas até as 4a.m., quando o normal é até as 2a.m. Sim, aqui tem hora pra vender birita.

17 – Em algumas ruas é preciso pagar para estacionar. Porém, entre as 9p.m. do sábado até a 1p.m. do domingo nas ruas principais está liberado.

18 – Você entra no streetcar completamente lotado, todo mundo meio esmagado, mas tem um lugarzinho vazio que ninguém sentou. Você senta ou não? Obviamente que não. Tem o seu motivo, não sei qual. Mas, não sente.

19 – Não ande no frio, ande no túnel. Saiba que embaixo de muitas ruas que você andaria no frio em Downtown tem um túnel bonitão que pode te levar pro mesmo lugar, só que sem frio! Confira o mapa.

.

Post originalmente publicado no OiCanadá.