Melhores cidades do mundo pra se viver

Canadá coloca três cidades entre as 10 melhores do mundo pra se viver

A tão esperada lista das melhores cidades do mundo pra se viver da The Economist finalmente saiu. E advinha quem está de “briguinha” no top 10 de novo? Sim, acertou: Austrália e Canadá. Só que no desfile de beleza deste ano, não deu nem boneco de neve nem canguru, deu Viena, na Áustria. Daí coloca três canadenses e três australianas, duas japonesas, e a Dinamarca também saindo na foto dos dez. Só gente boa!

A lista dá uma geral em nada mais nada menos do que 140 cidades do mundo, de todos os lados. Avalia uma cacetada de fatores que mostram que aquela cidade é boa pra caramba pra viver, tipo: índice de criminalidade; níveis de corrupção, tolerância religiosa, variedade cultural, esportes, diversidade culinária, níveis de educação (privada e pública), além da qualidade de infraestrutura (estradas, transporte público, habitação, energia elétrica, água e telecomunicação) etc. Tudo.

 

 

E pra ter tudo isso funcionando direitinho, bonitinho e azeitado… a melhor de todas foi Viena, na Áustria. Na cola, em segundo, Melbourne, na Austrália. Em terceiro lugar, Osaka, no Japão. Das canadenses, no top 10, Calgary, em 4º; Vancouver, em 6º e Toronto, em 7º. Tóquio ficou em 8º, Copenhagen em 9º e Adelaide em 10º. Mas, que fique anotado mais uma vez: SEIS cidades da Austrália e Canadá entre as 10 melhores do mundo. Decisão cruel!

Cabe dizer que a melhor da América Latina foi Buenos Aires, em 62º lugar. Rio de Janeiro lá em 88º lugar e São Paulo em 93º (de 140). E as lanterninhas Damasco, na Síria; Dhaka, em Bangladesh e Lagos, na Nigéria – as três últimas. Confira a lista da The Economist aqui.