7 mitos e uma verdade (para brasileiros) sobre o Canadá

Muito se fala, muito se pergunta, muito se imagina, muito se inventa sobre como é viver no Canadá. Sabe, né?! Brasileiro é bem criativo. Mas, vamos e venhamos: Brasil é Brasil, Canadá é Canadá. Ponto. Muitas coisas vão ter que ser deletadas da caixinha “Brasil, brasileiro”, pelo menos por um tempo. Mas, outras, basta um pouquinho de esforço, e você terá seu momento verde-amarelo no Canadá.

“Nunca mais vou comer comida brasileira”

Mito. Sabe aquele arroz-feijão, aquela feijoada, aquele pastel de pizza, aquela coxinha de frango, aquele pão de queijo, até aquele caldo de cana? Então, tudo isso é possível constar da sua mesa no Canadá. Basta dar uma procurada aqui e ali, fazer uns escambos com os amigos e pronto: lombrigas mortas. Fora a bagagem da Tia Clotilde vindo do Brasil com aquela rapadura e tudo mais.

 

“Eu vou morrer de frio naquele lugar”

Mito. Morrer, morrer você não vai. Você até pode sentir algumas partes do seu corpo meio mortas, mas…. é psicológico! Brincadeira. Na verdade, nada deixa de funcionar no Canadá porque os termômetros estão marcando 40ºC negativos. E a receita é simples: vista-se adequadamente e boas…. você sobrevive. Mesmo porque a própria Tia Clotilde já dizia: “Passo mais frio no Brasil do que no Canadá”! Mulher sábia.

 

“No Canadá nunca mais serei assaltado”

Oi? Cuma? Mito, né?! É óbvio que no Canadá também rola um assaltozinho. Eu mesmo já fui roubado. Não é porque é Canadá que tudo é as mil-maravilhas. Dá bobeira pra você vê…. quando você menos espera, vupt…. já era. Há assaltos, sim. Há homicídios, sim. Há violência, sim. Óbvio que os números não se comparam, porém vale o ditado: “Seguro morreu de velho”! Fique esperto.

 

“Minha pronuncia no inglês é tão ruim que não sei se vou conseguir me comunicar por lá”

Calm down, baby. Mito. Pra você ter uma ideia, só em Toronto, mais da metade da população não nasceu no Canadá. Logo, você acha mesmo que esse povo todo tem aquele inglês limpinho e claro como a neve? Sorry. Pronúncias diferentes é o que você mais vai achar por aqui. Faça-se entendido, e tudo dará certo. Se até Tia Clotilde, a rainha do Imagem & Ação do Condomínio Palmeiras do Itariri, sobreviveu por aqui, você também sobreviverá.

 

“Meu filhos, coitadinhos, vão sofrer horrores por não saber inglês”

Coitadinhos? Coitadinho de mim! A criançada, e mesmo esses adolescentes, são os que mais se dão bem nessa história toda. E digo mais, quanto antes chegar aqui – digo, criancinha mesmo – melhor. Quem mais se vira nessa hora são eles, que não tem vergonha nenhuma de falar errado e tals. Fora que todas as escolas são EX-TRE-MA-MEN-TE preparadas para estrangeiros kids. Fica tranquilo, a molecada é o de menos nessa sofrência toda.

 

“Agora sim, vou ficar podre de rico no Canadá”

Oi? Cuma? No Canadá? Mito. Se você é um ser humano normal, com habilidades normais, não é herdeiro da rainha e dá o corre do dia como a maioria dos mortais… desculpe, mas no Canadá ficar ricão, você não vai. Há exceções, claro. Sempre vai ter alguém lá no topo da pirâmide, mas… vamos falar da maioria? No Canadá a parada é a seguinte: a pirâmide é bem mais achatada, nada de diferenças salariais astronômicas. É qualidade de vida!

 

“Ah…. dependendo, eu dou um jeitinho e boas”

Oi? Cuma? Eu ouvi “jeitinho”? Esquece. Mito. Jeitinhos never more. Sabe aquela gambiarra, aquele “ninguém tá vendo”, aquele “e se…”? Nem tente. Fala sério, se você fizer algo de errado, podicrê que os caras, de um jeito ou de outro, vão te descobrir. Sei lá, eles tem uma bola de cristal do bem. A polícia meio que brota do chão, assim do nada. Portanto, aviso de amigo: ande na linha.

 

“Eu vou morrer de frio naquele lugar”

Verdade. Verdade, e mito. Só não dê bobeira. Eu sei que a Tia Clotilde disse que passa mais frio no Brasil do que no Canadá. Só não falei que ela é exagerada. Existem regiões no Canadá que ficam mais que 200 dias do ano abaixo de 0ºC. Toronto, por exemplo, não é muito diferente. E sim, morre-se (de verdade) de frio. Frostbite, my brother. As extremidades vão ficando roxas… daí é Danger!! Red Flag!! Sirene. Corre. Mais uma vez: fique atento, te cuida.

E bem vindo ao Canadá.

Deixe uma resposta